O antigo conflito entre as cervejas do tipo Malzbier e a tradicional cerveja preta caseira é uma das principais discussões para os aficionados pela arte da fabricação e degustação de cervejas artesanais.

Seja no momento de sua fabricação, ou nos sabores que sobressaem na degustação, as duas modalidades aparentam possuir o mesmo processo de criação, mas para quem conhece do assunto, fica fácil decifrar as características que diferenciam as duas.

Coloração, aroma, textura e, principalmente, o sabor são fatores que precisam ser apurados para uma análise mais aprofundada. Os ingredientes utilizados na produção também devem ser levados em consideração, o preparo desses componentes podem ser a resposta para a pergunta que  levantamos aqui.

Mas antes de pensar a diferença dessas duas categorias, é necessário entender o processo de construção desses sabores, pois é por ele que encontramos o contraste que coloca cada uma delas em posições opostas.

Princípios básicos da Malzbier e da cerveja preta caseira

Para uma análise de fatores precisa, é importante conhecer mais sobre cada um dos concorrentes. Vamos começar pela Malzbier. A cerveja de coloração escura é doce e tem baixo teor alcoólico, que varia entre 0 e 4%, e recebe em sua composição xarope de açúcar e caramelo.

Ela é considerada uma cerveja sem álcool por muitos especialistas, e isso se deve, especialmente, ao processo de fermentação que recebe. Ela acontece em temperatura muito baixa, em que as leveduras estão praticamente adormecidas, mesmo com o alto teor de açúcar na composição.

Depois dessa fermentação rápida, ela é filtrada e pasteurizada, eliminando completamente as leveduras após pouco tempo de “trabalho”. Essa produção otimizada proporciona uma cerveja adocicada e com toques de malte torrado, mesmo usando apenas corante na sua fabricação.

Já a cerveja preta caseira prioriza ingredientes naturais e processos artesanais, utilizando como base de sabor os diferentes tipos de malte tostado, que influenciam não só a paleta de cores, mas também o sabor e o aroma.

Esse procedimento segue o padrão das cervejas caseiras de coloração amarelada, a única distinção é exatamente a adição do malte tostado.

O tipo de malte influencia diretamente nas particularidades de cada cerveja, como o Malte Chocolate, que atribui aroma de caramelo queimado, chocolate amargo e café. Mesmo não sendo feito de chocolate, esse tipo de ingrediente, quando tostado e misturado aos demais componentes, garante aroma e sabor a cerveja.

Mas, afinal, qual a real diferença entre as duas cervejas?

Depois de conhecer todos os processos que envolvem a produção das duas cervejas, podemos deduzir, friamente, que a Malzbier é apenas uma entre as inúmeras possibilidades de cervejas escuras, mas se levarmos em consideração a qualidade dos ingredientes, a classificação pode ficar bem diferente.

O valor de saborização das duas é um dos pontos mais determinantes dessa divergência. Como a caseira utiliza produtos naturais e misturas mais encorpadas, seu sabor é mais intenso e característico. Já na coloração artificial feita pelo xarope, a mistura perde sua potência, construindo um sabor mais ameno.

Outro ponto relevante é o teor alcoólico, que também é definido pelos processos de fermentação de cada uma delas. A Malzbier leva bem menos tempo, por isso seu teor de álcool é quase nulo. Já a cerveja preta caseira descansa mais e em temperaturas mais altas, concluindo um sabor concentrado.

Benefícios da cerveja preta caseira

Agora que você já sabe o que as difere, fica fácil reconhecer que a cerveja preta caseira leva mais componentes naturais e tem um processo de fabricação mais elaborado e cuidado. Um produto de qualidade como esse também é capaz de oferecer muitos benefícios à saúde.

As cervejas escuras são ricas em ferro e você pode adicioná-las à sua rotina como mais um método preventivo para a formação de coágulos no sangue. Outro fator positivo dela vem diretamente da Itália, por lá os moradores costumam utilizar as opções da bebida com teor alcoólico mais baixo como fonte de energia extra no dia a dia.

Nossas funções cardíacas também são valorizadas pelas cervejas escuras caseiras. Os ingredientes da sua composição funcionam de forma muito positiva com a circulação sanguínea. Mas é importante se atentar ao nível de açúcar delas, para que sua saúde não seja prejudicada.

Você já se imaginou tomando banho em uma banheira de cerveja preta? Em grandes cidade, como Nova York, existem verdadeiros spas da cerveja, onde todos os tratamentos estéticos tem em sua base a bebida. Ela não é adicionada apenas por diversão, os benefícios das vitaminas presentes nela hidratam a pele mais profundamente.

As distinções da cerveja preta caseira e da Malzbier estão presentes no método utilizado para sua fabricação. A análise desses processos não aponta a melhor bebida, ela apenas esclarece quais fatores levar em consideração para escolher a sua favorita.

Ficou interessado nos modelos de produção para a cerveja preta escura? Escolha os melhores componentes para a sua linha de montagem no site da Indupropil e aprenda ainda mais com nossos cursos e livros!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *