Uma cerveja singular, refrescante, aromática e peculiar, saber como fazer a APA Cascade agregará um novo estilo de produzir cervejas no seu repertório. As APAs são uma categoria relativamente nova dentro da família das Pale Ales.

Enquanto as IPAs levam lúpulos indianos e ficaram por muito tempo esquecidas até seu revival, a APA recebe lúpulos americanos, e nasceu na segunda metade do último século, já nos círculos cervejeiros mais experimentais e engajados.

Apesar da alcunha de “Pale”, tanto as APAs quanto as IPAs têm um tom forte tom puxado para o âmbar, notáveis características cítricas e de amargor. Mas, as APAs possuem um final mais adocicado e um sabor mais tostado em relação ao lúpulo.

Se você curtiu nossa receita de IPA ou já é familiar desse clássico, a APA será uma nova aquisição no seu rol de cervejas especiais.

As APAs também combinam muito com comidas fortes, frituras e apimentadas, a dica é experimentá-las bem geladas em um copo pint ou no clássico jarro de IPAs.

Afinal, como fazer a APA Cascade? Anote a receita aí!

A seguinte receita de APA Cascade se baseia no kit de insumos da Vinho & Cerveja Em Casa e supõe um volume de 20 litros de cerveja. Para volumes maiores ou menores, utilize a operação da regra de 3.

Você pode adicionar ou remover ingredientes como sua criatividade mandar, mas busque sempre manter uma proporcionalidade em relação ao volume de litros para ter um resultado final ideal.

Preparação

Com seu equipamento devidamente sanitizado/esterilizado, aqueça 18 litros de água mineral em seu caldeirão a 70oC, evite passar dessa temperatura, um densímetro/termômetro pode ser de grande ajuda. Confira nosso post que falamos sobre:A Importância da Sanitização na Produção de Cerveja Artesanal

Quando a água atingir um nível mais homogêneo de fervura, acrescente os maltes contidos no kit e abaixe um pouco a temperatura média, em torno dos 65oC enquanto o mosto começa a ser preparado, faça esse processo durante uma hora seguida sem parar de mexer o caldeirão.

Prepare simultaneamente 13 litros de água mineral para fervura em uma panela paralela para a lavagem do mosto.

Pós Brassagem, com o mosto preparado

Após 1 hora de brassagem do mosto, vá subindo gradativamente a temperatura do mosto, 1oC por minuto até atingir 75oC, mantenha a bomba de recirculação ligada durante o processo.

Após esse período, chamado de Mash Out, continue com o recirculador ligado, agora com o fogo desligado, em torno de 15 a 20 minutos.

Trasfegue o mosto para uma nova panela, onde você fará a nova fervura. Na panela em que o malte ficou acumulado, jogue cuidadosamente a água que havia fervido separadamente para conseguir uma quantidade extra de mosto. Após a trasfega do mosto, trasfegue também o conteúdo da segunda leva de mosto para a nova panela.

Fervura

Ligue o fogo no máximo para ferver o mosto e adicione 1/3 do lúpulo com 10 minutos de fervura, 1/3 aos 40 minutos e mais 1/3 com 50 minutos. Ferva num total de 60 minutos, em potência máxima e com a tampa da panela semiaberta.

Resfriamento

Depois da fervura completa, utilizando um chiller, deixe a temperatura cair para 30 a 25oC bem rapidamente.

Enquanto resfria, você já pode fazer o whrilpool, com a ajuda de uma colher, em movimentos de redemoinho no centro da panela para acumular os sedimentos que restarem na mistura.

Estando resfriado e limpo, trasfegue o mosto para o fermentador cônico.

Fermentação, Priming e Envase

Ao trasfegar o mosto para seu fermentador, mantenha-o bem selado e protegido da luz do sol por 11 dias em temperatura ambiente. O ideal é 18oC. Após esse período, refrigere o fermentador na temperatura média de 6oC por 4 dias.

Atenção: Caso deseje fazer o dry-hopping para dar um aroma especial, o lúpulo Cascade é perfeito para isso! Você pode escolher diferentes períodos. Feita essa etapa da fermentação, antes ou depois de descer a temperatura, acrescente de 2 a 3 gramas de lúpulo por litro, de preferência fresco, e sele novamente o fermentador.

Um dia de calor médio e mais dois ou três refrigerado é suficiente. Mas fique muito atento a quão volátil e fresco é o lúpulo e sua concentração de óleos, pois uma quantidade grande demais pode acabar estragando a cerveja e dando um sabor excessivo de grama. Ao começar o dry-hopping, é fortemente recomendável remover o trub sedimentado no fundo do fermentador.

Envase

Com a cerveja já relativamente pronta, prepare uma solução de priming, ferva 400mls de água com 125g de açúcar e 3 gotas de limão e adicione à cerveja na panela.

Com o auxílio doe seu equipamento de envase, vá transferindo a cerveja para as garrafas devidamente sanitizadas. Atente-se à pressão das tampas, uma garrafa mal fechada acumula oxigênio e não gera gás, estragando a bebida.

Após o envase, guarde-as em temperatura ambiente e em pé por 15 dias antes de colocá-las para gelar.

Com sua APA pronta, basta curtir o resultado. Seja consciente na proporção dos ingredientes, especialmente no momento do dry-hopping, para não errar a mão e comprometer toda sua produção. Faça uma pesquisa extensiva sobre o lúpulo usado para entender a quantidade necessária de acordo com suas propriedades.

Curtiu a receita? Certamente a APA Cascade irá surpreender a todos com seu sabor complexo e refrescante!

A Vinho & Cerveja Em Casa possui todos os artigos e insumos necessários para você produzir sua própria cerveja artesanal do seu jeito. Em nosso blog você ainda encontra mais receitas, novidades e dicas importantes sobre o mundo das bebidas artesanais! Não deixe de conferir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *